Brasília: ativista Thiago Ávila é preso ao tentar impedir despejo arbitrário

Ávila vinha atuando junto à comunidade residente no local, que atende filhos de catadores de material reciclável e já vinha sofrendo achaques do Governo do Distrito Federal em plena pandemia

Imagem: Instagram
por Danilo Matoso

O ativista Thiago Ávila foi vítima de mais um arbítrio e abuso de autoridade no Distrito Federal. A voz de prisão foi dada pelo Subsecretário de Operações da Secretaria de Estado de Proteção da Ordem Urbanística do Distrito Federal (DF Legal), Alexandre Bittencourt, quando Ávila chegou ao local onde está em curso uma ação de despejo junto à Escola do Cerrado, na área do Centro Cultural Banco do Brasil. Ele trazia em mãos uma liminar judicial para impedir a remoção, quando o agente público o recebeu anunciando a detenção supostamente por “obstrução e calúnia”. Thiago foi levado à Primeira Delegacia de Polícia do Distrito Federal e liberado poucas horas depois – por volta de 17h30 – tendo contado com o apoio de outros ativistas e lideranças, como o deputado distrital Fábio Félix (Psol/DF).

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

Ávila vinha atuando junto à comunidade residente no local, que atende filhos de catadores de material reciclável, e já vinha sofrendo achaques do Governo do Distrito Federal, com ações de remoção sem mandado judicial. Em agosto do ano passado, os despejos foram proibidos por lei  no DF durante a pandemia, de modo a garantir o direito ao isolamento domiciliar a famílias carentes.

Leia também:  José Genoino e o fim das ilusões

Na semana passada, também no Distrito Federal, a Polícia Militar deteve um grupo de manifestantes na Praça dos Três Poderes por exibirem uma faixa qualificando Jair Bolsonaro de genocida. O militante do PT, Rodrigo Pilha, continua preso até hoje.

Veja o vídeo gravado por Ávila no momento de sua prisão.

O Psol/DF, partido em que Thiago milita e pelo qual concorreu ao cargo de Deputado Distrital em 2018, emitiu uma nota de repúdio à prisão, conclamando todos a prestar solidariedade ao companheiro e à causa por que milita. O Partido dos Trabalhadores também manifestou seu apoio ao militante.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

Artigo publicado às 16h22 de 25/3/2021 e atualizado pela última vez às 18h02 de 25/3/2021.

 

Um comentário

Deixe uma resposta