EUA interferem nas eleições dos EUA

É como se tivesse uma embaixada dos EUA em Washington tramando mais um golpe no continente, enquanto o mundo faz memes

por Bibi Tavares

Na tarde desta quarta-feira (6), os vikings foram longe demais e invadiram o capitólio dos EUA para levar democracia para os EUA. Pior do que ex abusivo que não aceita o fim do relacionamento, os fãs do Trump não conseguem aceitar a vitória de Biden na eleição presidencial – não é à toa que a contagem de votos está durando mais do que os restos mortais das comidas de Natal, que ficam até o Ano Novo lotando geladeiras. A invasão aconteceu enquanto o Congresso estava certificando votos do Colégio Eleitoral.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

Esse protesto, chamado de “Marcha para salvar a América”, já rendeu um toque de recolher e uma mulher morta. Homens vestidos como personagens de Vikings em uma versão de baixo orçamento mostram como um protesto de brancos, orgulhosos de levarem a sério teorias da conspiração, é acariciado pela mídia. Até negociação a polícia tentou fazer. Tem imagens de um segurança correndo dos nazistas recalcados! É muito amadorismo. Para quem tem internet, não é difícil lembrar como a polícia dos EUA tratou as manifestações do movimento negro após a morte de George Floyd em maio do ano passado.

Leia também:  "Não era minha", defende-se Magno Malta

O privilégio branco vai tão longe que um jumento usando chapéu de viking ficou fazendo farra na cadeira da presidência do Senado, nenhum policial apareceu pra dar joelhada no pescoço de manifestante incel. Testemunhas afirmam que o Viking estava procurando o caminho para Osasco. Um manifestante chegou a perguntar, “não é aqui a linha 9, esmeralda?”

Apoiadores de Trump invadem Congresso dos EUA | NSC Total

A CNN, inclusive, estava se perguntando por que a guarda nacional demorou tanto pra chegar. O turbo da polícia só é acionado quando se trata de negros envolvidos, obviamente. Outras testemunhas do local chegaram a afirmar que os filhos de Odin adentraram o Capitólio pois este só estava com a porta encostada. Apenas um cheetos estava de tranca.

Leia também:  "Eu disse ‘TORRADA’”, Bolsonaro desmente comunistas

Enquanto isso, Eduardo Cunha, da solidão de sua cela – mentira, ele está em prisão domiciliar -, mandava seu palpite sobre os acontecimentos:

Revelações

Nos jornais da grande mídia, os jornalistas estão com a cara no chão, chocados em Cristo questionando, atordoados, como é possível tamanha desordem acontecer no coração da maior democracia do Ocidente. UÉ. Guga Chacra ainda nem deu as caras, deve estar mais nervoso do que nunca, seu cabelo deve estar em situação de calamidade pública.

São os EUA interferindo nas eleições dos EUA, como fazem em diversos países do Oriente Médio e América Latina. Hoje, os humilhados serão exaltados e a América senta com pipoca para ver essa tentativa de golpe quase recepcionado com chá e bolo pela segurança do local. É como ver membros da Ku Klux Klan na trocação entre eles. A vidraça do Itaú é mais bem protegida que o Capitólio do país mais bélico do mundo.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

Na Venezuela, Maduro já reconhece o doidinho de bairro com chapéu de corno que está perambulando pelo capitólio como o novo presidente interino dos EUA. E Se vocês notarem, ninguém está ligando pra violência entre supremacistas brancos com dor de cotovelo, a exportação de memes sobre o ocorrido cresce em 100% e o dólar continua 5,35. Make America Great Again! 

Golpe em tela

Um comentário

Deixe uma resposta