Precisamos combater a fome dos ricos

O incrível caso de um professor universitário que reclamava de estar com o “estômago roncando” durante o governo Dilma, e que agora não fala nada

Imagem: Getty
por Vinícius Carvalho

Precisamos combater a fome dos ricos. Isso mesmo! Inclusive essa é a principal pauta dos marxistas brasileiros da academia.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

Eu lembro de um professor famosinho da UFSC, do departamento de economia, um que tem voz de gralha, radicalzinho, pinta daqueles comunistas que fumam cigarro de cereja de perninha cruzada debatendo sobre filmes do Akira Kurosawa, mas gosta de pagar de machão, que em 2014, no segundo turno entre Dilma e Aécio, pregou voto nulo porque o “petucanato” estava fazendo com que os servidores federais passassem necessidade. “O PT deixou a minha barriga RONCANDO de fome”, ele disse, no encerramento triunfal de um dos seus textos.

Leia também:  A rua é agonia

Fui no Portal da Transparência e o salário do cara estava batendo, fora os penduricalhos, a casa dos 22 mil reais! Ele deve passar por necessidades especiais, para ganhar (naquela época) 22 mil e ainda assim ter fome. Que dieta é essa, bicho?

Mas tô preocupado porque ele anda meio sumido agora no governo Bolsonaro. Será que com o arroz batendo 10 reais ele continua passando fome? Se alguém tiver contato com ele, pegue uma cesta básica aqui em casa, nosso herói da Revolução Brasileira deve estar sofrendo de raquitismo, inanição e etc.

Leia também:  A voz | por Felipe Mendonça

Se vocês virem algum FAQUIR andando pela Trindade, deve ser ele. Peguem o zapzap e me avisem. Porque é aquilo, né, gente? O cachorro só entra na paróquia quando vê a porta aberta. Uma coisa é você pagar de brabo e revolucionário contra um governo democrático, outra coisa é você falar grosso com um governante neofascista. Como diria o Chicó, em O Auto da Compadecida, “aí dá um medo danado…”

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

(Falando sério, uma das maiores merdas que o PT fez nesse país foi transformar essa república numa CONCURSOLÂNDIA. Infelizmente tem gente que tem que se foder para aprender. É muita gente incompetente, trabalhando pouco e levando vida de nababo, às custas de lombo de gente pobre.)

Um comentário

  1. Falar que professor universitário cujo salário mensal de 22 mil é rico, de duas uma: ou você não sabe quem são os ricos ou você é um liberal travestido de comunista. Sim, concordo que este vencimento está acima da média que muitos brasileiros recebem, mas ser um docente em uma Universidade Federal não é para qualquer um. Tem que ter, pelo menos, título de Doutorado. Tem de trabalhar em regime de Dedicação Exclusiva, além de exercer atividades e ensino, pesquisa e extensão. Para chegar neste valor de proventos, tem de ser Professor Titular, o mais alto posto que um professor pode atingir (a maioria não irá atingir).
    Questiono: Em que contexto o mencionado professor disse que o PT o deixou com a sua barriga “Roncando”? Será que ele não estava sendo irônico?
    Sim, o PT cometeu muitos erros por um lado, acertou em outros, mas não é correta a afirmação onde você diz que o Brasil se tornou uma “Concursolândia”. Faça uma pesquisa e verás que o quantitativo de servidores está bem abaixo daquilo que a máquina pública necessita para atender efetivamente o público. Aqui eu me questiono: será que você sabe o que é um servidor público? Ou você vai corroborar com a falácia neoliberal onde a máquina pública está “inchada e será necessário “enxugar” o Estado?

Deixe uma resposta