Atriz russa agredida por ucranianos na Itália

Agniya Mishchenko-Brodskaya teria sido espancada por refugiados ucranianos em Roma. O caso ocorre na esteira de outros episódios de russofobia na Europa

Agniya Mishchenko-Brodskaya. Imagem: reprodução
por Danilo Matoso

A atriz russa Agniya Mishchenko-Brodskaya (Daria Mishchenko) publicou no último sábado (23) um vídeo em que denuncia ter sido espancada em Roma por refugiados ucranianos. A filmagem, feita pela própria atriz de 42 anos, teria sido publicada originalmente em seu canal do Instagram, e multiplicada por veículos como IZ.RU. Aos prantos, e com o rosto bastante ferido e inchado, ela pergunta: “ucranianos, o que lhes fiz de mal”? Os agressores a teriam chamado de “porca judia russa”. A atriz afirma ter registrado queixa junto às autoridades italianas. Nenhum meio de comunicação logrou apurar mais informações até o momento.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

O caso de violência contra Agniya ocorre em meio à crescente campanha de russofobia desencadeada na Europa e nas Américas após o início do conflito armado na Ucrânia. Em diversos países europeus, nos Estados Unidos e no Brasil, tudo aquilo relativo ao povo russo vem sendo alvo de perseguição. Concertos de compositores e músicos russos têm sido cancelados, cursos sobre literatura russa têm sido suspensos, estabelecimentos de proprietários russos têm sido fechados, trabalhos de profissionais estrangeiros na Rússia têm sido interrompidos, jornalistas começam a falar de extermínio do povo russo e este pode ter sido o primeiro caso explícito de agressão abertamente xenofóbica.

Leia também:  A precarização é uma política antissindical

Embora tenha tido repercussão na imprensa russa, o espancamento brutal da atriz não teve nenhuma ressonância na imprensa corporativa dita ocidental. Em nota, o Partido Comunista Italiano (PCI) denuncia que “nenhum meio de comunicação italiano” se ocupou do caso.

Agniya é neta do escritor Joseph Brodsky (1940-1996), premiado com o Nobel de literatura em 1987, e filha do ator e diretor Vasily Konstantinovich Mishchenko, recentemente demitido por razões políticas.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

Nascida em Moscou, Agniya é atriz, pintora, fotógrafa, historiadora e roteirista. Já morou por dez anos em Veneza com os avós, tendo se formado na Escola de Artes Cênicas de Moscou (2003) e também em história da arte na Universidade de Veneza (2007). Trabalhou na série Os cadetes (2004), nos filmes Boomer 2 (2005) Veredito (2009) e E a felicidade está em algum lugar próximo (2011).

Deixe uma resposta