Fluvial | por Fernanda Noal

#FlautaVertebrada: “Me pego escrevendo / Pra esquecer dessas bagagens / E de tudo que me dói”

Imagem: Wood Water Wall
por Fernanda Noal

Me apego em escrever
Pra cravar as garras das palavras
Em tudo que me morde

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

Me pego escrevendo
Pra esquecer dessas bagagens
E de tudo que me dói

O tempo traiçoeiro de incertezas
Perguntas sem respostas
E partidas esquecidas
No subconsciente que me move

Me apresso a escrever
Pra emudecer o peito
Que quer gritar

E pra secar as lágrimas
Que querem escorrer
Fluviais como as palavras

Que escorrem correndo
Pra fora de mim
Tentando me limpar
Do mundo

Leia também:  Xeque-Mate | por Andri Carvão

Enquanto escrevo
Tentando me salvar
De tudo.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

 

Fernanda Noal é gaúcha e mora atualmente no interior paulista, em São Carlos. É artesã de linhas metafóricas e literais. Participou pelo Projeto Passo Fundo das Coletâneas de Contos de 2013 e 2017, e das Coletâneas de Poemas de 2013, 2015 e 2017.

Deixe uma resposta