27 anos | por Andri Carvão

#FlautaVertebrada: uma evocação dos que se foram cedo ou tarde demais; poetas, músicos, atores, irmão, pai e filho – o Tempo não cai do céu, o Tempo não se come

Imagem: Jean-Michel Basquiat
por Andri Carvão

À memória de meu irmão Alexandre,
meu pai,
meu filho,
meu melhor amigo.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

Calma, criançada, tem bala pra todo mundo!

Pete Townshend nem ficou vermelho:
queria morrer antes de ficar velho!
Mas quem é quem no The Who?
Ácido lisérgico
é doce psicodélico!
Festa na piscina com Keith Moon!
Mas foi Moon ou Brian Jones
quem fez festa na piscina dos Stones?

Jimi Janis Jim – a trinca de valetes –
três overdoses aos vinte e sete!

Brian Jones morreu aos 27 anos!
Kurt Cobain morreu aos 27 anos!
Amy Winehouse morreu aos 27 anos!
Quem vive 27 horas por dia
merece no mínimo 27 vidas!
Noel Rosa morreu aos 26
e Ian Curtis aos 23!

Elvis Presley, John Lennon, Syd Vicious,
Michael Hutchence e Ian Curtis não morreram aos 27 anos.
Agora o grito tupiniquim:
Raul Seixas, Cazuza, Renato Russo,
Cássia Eller e Chico Science também não morreram aos 27 anos.
Mas todos foram vítimas do Rock ‘n Roll!

John Bonham
virado na porra!
Cerca de 100 espécies de piolho
no rastafári de cheiro verde do vale
de Bob Marley.

Enforcamento com gás na cadeira-elétrica
para Marylin Manson!
Injeção letal e um copo de veneno
para Trent Reznor!

12ª dose de um bom Scotch e Bon Scott de boa.
Todo ator é à toa!
As melhores atrizes são as putas!
James Dean foi ator – atormentado!
Marylin Monroe foi atriz – a tristeza da família!

Leia também:  Da edição dos sonhos | por Sergio Rocha

Uma Temporada no Inferno com
Jean Arthur Rimbaud e você
vai ver o que é bom pra tosse:
purgante ou laxante, seu xarope?!

Castro Álvares Alves de Azevedo

Nos anos 80, Fred Mercury tava com a “bicha”
quando era conhecida como “praga gay”.

O Herói do Nosso Tempo, Mikhail Liérmontov,
partiu dessa para melhor, bateu as botas,
a caçoleta, abotoou o paletó de madeira,
foice e foi-se: foda-se!,
carregando aquela idade maldita no peito e
carregando a mesma idade maldita nas costas,
farto com o fardo da farda que usou e ousou,
sendo endeusado pela juventude
por ter sido mais um bendito poeta maldito!

O belo
colete
amarelo
de Werther
de Goethe
no éter
eterno
do inferno.

Quem ou o quê
pensa que é você
pra me dizer
o que não dizer?

A poetisa NÃO! A poeta Sylvia Plath
enfiou a cabeça no forno e PLAFT!
ligou o gás,
sOl pra ver se encontrava a paz…
Tudo por mó de Tédio & Rugas
por cremes/crimes/ciúmes do ex-marido Ted Hughes
que, ao trocá-la por outra(s),
carregou a pesada cruz de Poeta Culpado
por toda a sua parcela de Eternidade!…
É triste pra cacete, é claro…
Mais triste pra Boceta do Caralho Plath:
apenas 30 anos cravados na pedra da lápide!…
Tédio & Rugas de preocupação
porque “poetisa” parece palavrão!

Leia também:  As taras pedófilas que permeiam todo fascista

Torquato Neto, Nara Leão, Elis Regina,
Paulo Leminski, Ana Cristina
César, Gonzaguinha…
No início, o Verbo; no final, farinha!

Basquiat também empacotou aos 27 anos!
Não foi músico e sua praia não era
o terreno arenoso e o quebrar das ondas
nas rochas do bom e velho rock ‘n roll,
o JuRáSsIcO & m á g i c o ROCK, errou!
De grafiteiro a artista plástico
foi um pulo maior do que a perna
e por isso se esborrachou.
Negro de corpo e alma admirava
o Jazz, o Blues, o Reggae, o Soul…
Talvez, se fosse vivo, pintaria
sob influência do Hip Hop e do Rap…
Mas quem sou eu? Onde estou?

Mano Brown, com sua veia artística,
27 anos contrariando a estatística!

Por causa do tênis – PAU!
Por causa do sk8 – PAU!
Por causa da camiseta – PAU!
Por causa da bombeta – PAU!
Por causa de drogas ou garotas
– PAU! PAU! PAU!

Os Poetas e a Velha Escola de Morrer Cedo:
anjo caído como raio na árvore, feito o estrago, se enterra.
Os Poetas da Imagem:
Leonilson aos 36, Keith Haring aos 32, Jean-Michel Basquiat aos 27.
Os Poetas do Som:
Lee Morgan aos 34, Sabotage aos 29, Ritchie Valens aos 18.
Os Poetas da Palavra:
Percy Bysshe Shelley aos 30, John Keats aos 26, Georg Büchner aos 23.
Os Grandes morrem muito cedo ou tarde demais.
Quem faz hora extra, só veio pra buscar fogo ou se tornar um clássico.

Leia também:  Véu | por Fernanda Noal

Georg Trakl morreu aos 27 anos!

Meu irmão morreu aos 27 anos!
Meu irmão que foi meu pai,
que foi meu filho
e que se foi.
Aonde
se esconde
a Posteridade Anônima? Tête-à-tête
ou embaixo do chão?

Eu quero derrubar o chão!
E vou derrubar o chão!
DERRUBAR O CHÃO!
Eu não quero morrer
e nem quero ser morto,
só quero fazer isso sozinho.
Depressivo… AGRESSIVO!!!
Casa é útero ou céu?

Dívidas são antigas promessas mal cumpridas.
Pau no cu de quem tem tempo!
O Tempo não cai do céu. O Tempo não se come.
O Templo é de papel!

 

Andri Carvão cursou artes plásticas na Escola de Arte Fego Camargo em Taubaté, na Fundação das Artes de São Caetano do Sul e na EPA – Escola Panamericana de Arte [SP]. Graduando em Letras pela Universidade de São Paulo, o autor tem diversas publicações online e antologias. Um Sol Para Cada Montanha [Chiado Books, 2018] e Poemas do Golpe [editora Patuá, 2019]  são as suas mais recentes publicações.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

Andri Carvão escreve n’O Partisano às terças-feiras.

Um comentário

Deixe uma resposta