Militantes são presos por protestarem contra Bolsonaro em Brasília

Quatro manifestantes foram detidos por estenderem uma faixa em frente ao Palácio do Planalto em que se lia os dizeres “Bolsonaro genocida”

Imagem: reprodução
por Matheus Dato

Mais uma vez, este portal é obrigado a denunciar os contornos bárbaros que a luta de classes brasileira adquiriu sob o regime fascista de Jair Bolsonaro. Hoje, 18 de março, quatro manifestantes foram sumariamente detidos pela polícia militar após estenderem faixa que dizia “Bolsonaro Genocida” na Praça dos Três Poderes, em Brasília-DF.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

Rodrigo Pilha, militante do Partido dos Trabalhadores e criador de conteúdo do canal Botando Pilha, conhecido por suas intervenções no cenário político brasiliense, foi detido junto a três companheiros, Guilherme, Vitor e Emanuel. Presentes relatam que, desde que a manifestação teve início, uma movimentação de cunho repressivo se mostrou presente no local, culminando com a detenção levada a cabo por três viaturas da Polícia Militar do Distrito Federal.

Leia também:  Kfouri: “Aplaudo que esportistas se posicionem, deploro que seja a favor do Bolsonaro”

Após o acontecido, os ativistas foram conduzidos à Polícia Federal e enquadrados na Lei de Segurança Nacional, aos moldes mais ditatoriais possíveis. A deputada federal Erika Kokay (PT) acompanhou a situação junto a outros parlamentares, visto que as violações aos direitos democráticos dos manifestantes não terminam com o ato da prisão. Cerca de 17h, os manifestantes foram liberados.

O fato aqui relatado não pode ser interpretado isoladamente. É parte do fechamento do regime de caráter fascista e toma forma em conjunto com outros fatos semelhantes. Militantes de todo o Brasil estão sendo judicialmente perseguidos, presos, reprimidos e têm sofrido atentados físicos por defenderem os direitos dos trabalhadores em meio ao maior colapso sanitário, econômico e humanitário de nossa história recente.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

O compromisso da imprensa independente e antifascista sempre será não somente a solidariedade com aqueles que lutam mas, sobretudo, o espírito de denúncia e ataque àqueles que esmagam o povo. Não nos calarão, Fora Bolsonaro genocida!

2 comentários

  1. Ela ganhou dinheiro de qual país concorrente do Brasil no agronegócio, Irlanda, França ou USA, assim ela prejudica as exportações do Brasil e ajuda a de outros países simples.

Deixe uma resposta