19.3.2020

Acordei sobressaltado. Havia dormido até tarde. “Perdi a hora pro trabalho!” Lavei o rosto, fiz o café com um olho aberto. Me arrastei até o computador. Comecei a trabalhar. Pausa. Checar redes sociais. Nada. Estou sem internet. Mexo no modem. Nenhuma luz acesa. Ligo pra operadora. Sem sinal. Não tem jeito. Talvez tenha que ir lá. Mas que dia é hoje? Domingo? Pensando bem, que ano é? Há quanto tempo estou comendo macarrão com caldo Maggi? Acho que há duas semanas. Ou dois anos? Dez? Pelo menos comprei muito papel higiênico. Usei pra cozinhar por um tempo. Talvez seja hora de sair. Saí. Ninguém na portaria. Um silêncio estranho na rua. Um cheio estranho. Uma matilha de cães passa trotando. Parecem decididos. Não me dão bola. Há uma avenida enorme perto de minha casa. Paro no meio dela. Um burro vem correndo em minha direção. Ele monta em meu lombo e me leva para abastecer num posto de álcool gel. Terminamos do dia saltando de um viaduto cantando juntos “Rain drops keep falling on my head”.

Deixe uma resposta