Quanto tempo você leva para ver um filme em casa?

Está cada vez mais difícil, ao menos para este que vos escreve, ter concentração suficiente para não interromper a sessão – às vezes durante dias

Cena de "Goodfellas" (1990), com direção de Martin Scorsese
por Henrique Nunes

A história já é um clássico. Quando a Netflix  anunciou, em 2017, a sua primeira colaboração com Martin Scorsese, não houve amante da sétima arte que tenha saído ileso. Se de um lado, o grande público comemorava a possibilidade de ver, no conforto de casa, a obra de um dos 10 maiores diretores de todos os tempos, de outro, houve quem tenha questionado o fato de não poder contemplá-lo numa tela grande, o que mataria de vez a magia do cinema.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

Dois anos depois, quando O Irlandês foi lançado, outro debate veio à tona: o filme, com mais de três horas, era “impossível” de assistir pelo streaming sem interrupções. Não havia dúvida de que se tratava de mais uma obra-prima do gênio nova-iorquino, mas nem isso evitou o descontentamento do público com filme tão extenso – a ponto de sites criarem um guia separando-o em capítulos.

Leia também:  Oscar Niemeyer e o PCB: arquiteto centenário, partido centenário

Nascia ali o “Efeito Irlandês”. Desde então, ninguém mais parece se constranger em interromper a audiência de um filme dentro de casa. Se dentro de uma sala de cinema pagamos para contemplar determinado filme do início ao fim, mesmo que o tédio nos derrube as pálpebras, no sofá de casa temos a vantagem de ver como e quando quisermos. Na Netflix, por exemplo, há até a possibilidade de acelerar a execução em 1,5 segundos, ferramenta que gerou um discreto manifesto contrário por parte de criadores do mundo todo.

Com a pandemia, vieram também outros problemas: os cinemas fecharam as portas e o hábito de pausar o filme para ver depois tornou-se também sintomático de um mundo carregado de incertezas

Leia também:  Prosa e verso: a unidade dos contrários

Antes de escrever esta coluna, resolvi tirar a limpo com os amigos: quanto tempo você leva para ver um filme em casa? A resposta, por vezes constrangida, vinha sempre para confirmar que o Efeito Irlandês hoje tem outras motivações: ansiedade, sem dúvida, a maior delas. Este é o meu caso. Se antes era capaz de assistir até três filmes seguidos, hoje mal consigo completar meia hora até mesmo de um filme feito para não pensar –  a gota d’água foi com novo (e louvável) Caça Fantasmas, que demorei três dias para terminar.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

No meu caso, conseguir terminar um filme de cabo a rabo seria o menor dos problemas diante de todos os percalços que a ansiedade me causa diariamente – na vida profissional, inclusive. Por isso o cinema ainda funciona, para mim, como um templo de paz e controle emocional: não há outro lugar em que eu consiga passar, duas, três horas sem me interromper.  A sala de cinema é o meu lítio sem efeitos colaterais.

Deixe uma resposta