Teich já caiu e milicos assumem Ministério de Saúde

Em nota do ministério, a pasta informou que Nelson Teich pediu demissão. O cotado para ser seu substituto é mais um general. SEXTOU!

O ex-ministro Nelson Teich em um momento de descontração
por Santiago Vargas

Não se passou nem um mês e o substituto de Luiz Henrique Mandetta se desligou do cargo de ministro da Saúde em meio à pandemia do coronavírus. Nelson Teich foi chamado para uma reunião no Palácio do Planalto na manhã desta sexta-feira (15). O último prego do caixão foi anunciado logo depois.

Após a fatídica entrevista coletiva na segunda-feira (11), onde Teich não havia sido informado sobre a inclusão de academias, barbearias e salões de beleza como serviços essenciais e gaguejou até quase ter um AVC, a crise cosmética do governo com a pasta da Saúde foi levada a um patamar insustentável. A sugestão do uso da cloroquina para o tratamento de infectados pela COVID-19 feita por Jair Bolsonaro teria sido o ponto final da curta relação.

Teich já havia demonstrado pouco entusiasmo, ao quase ter um desmaio em meio ao pronunciamento feito pelo Mito, na ocasião da saída de outro ministro, no caso o “superministro” da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro, agora exilado na República de Curitiba.

O cotado para o cargo? Mais um general, o gorila Eduardo Pazuello. SEXTOU!

Deixe uma resposta