Teich já caiu e milicos assumem Ministério de Saúde

Em nota do ministério, a pasta informou que Nelson Teich pediu demissão. O cotado para ser seu substituto é mais um general. SEXTOU!

O ex-ministro Nelson Teich em um momento de descontração
por Santiago Vargas

Não se passou nem um mês e o substituto de Luiz Henrique Mandetta se desligou do cargo de ministro da Saúde em meio à pandemia do coronavírus. Nelson Teich foi chamado para uma reunião no Palácio do Planalto na manhã desta sexta-feira (15). O último prego do caixão foi anunciado logo depois.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

Após a fatídica entrevista coletiva na segunda-feira (11), onde Teich não havia sido informado sobre a inclusão de academias, barbearias e salões de beleza como serviços essenciais e gaguejou até quase ter um AVC, a crise cosmética do governo com a pasta da Saúde foi levada a um patamar insustentável. A sugestão do uso da cloroquina para o tratamento de infectados pela COVID-19 feita por Jair Bolsonaro teria sido o ponto final da curta relação.

Leia também:  Guerra civil divo-lacriane

Teich já havia demonstrado pouco entusiasmo, ao quase ter um desmaio em meio ao pronunciamento feito pelo Mito, na ocasião da saída de outro ministro, no caso o “superministro” da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro, agora exilado na República de Curitiba.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

O cotado para o cargo? Mais um general, o gorila Eduardo Pazuello. SEXTOU!

Deixe uma resposta