Reinaldo Azevedo, o adevogado do diabo tem coração

Companheiro Reinaldo vestiu sua melhor roupa, passou um perfuminho e foi entrevistar o Lula com amor nos olhos

por Bibi Tavares

O rei está nu, mas de chapéu. O mais novo companheiro, o ex-trotskista Reinaldo Azevedo entrevistou o Lula na noite desta quinta-feira (01), aquecendo o coração desses pobres flagelados, também conhecidos como brasileiros. Ao mesmo tempo, Bolsonaro fazia sua transmissão aos mortos por Covid, que ele carrega nas costas. Já Lula falava ao vivo sobre eleição, Luiza Trajano, empresários, desemprego, Lava-Jato, economia, estatais, Petrobrás, Covid e mais um montão de coisas que ele fala na mais pura naturalidade.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

Reinaldo Azevedo comentou que em três anos de Lava-Jato e Bolsonaro, ele perdeu três empregos. Algo que nunca tinha acontecido nos anos de governo Lula. Faremos agora uma pausa dramática, pois o Rei está descobrindo que a direita quer destruir os empregos do país. Ora, ora ora, temos aqui um Xerox Holmes de rabinho de cavalo.

Leia também:  Gafanhotos iniciam mochilão pela América do Sul

Com os olhos cheios de amor para dar, o entrevistador mostrou solidariedade ao Lula pelo circo armado da Lava-Jato. Principalmente, pela trágica morte da Marisa, do irmão do Lula e do neto. Fazendo o adevogado do Diabo, Reinaldo ainda lançou o desafio: “Sergio Moro, TRF-4, quinta turma do STJ, jornalistas que aderiram ao lava-jatismo, mandem no e-mail do tio Rei as provas contra o Lula.” O Partisano também lança o desafio, mande no nosso e-mail as provas, Serjo Moura, seu merda.

A entrevista foi sucesso, hoje à noite Reinaldo Azevedo vai dormir feliz da vida. Se você notar, ele passou até perfume pra fazer essa entrevista. Vestiu sua melhor roupa e olhou para Lula como um trabalhador olha para seu prato de feijoada às quartas-feiras. Inclusive, o evento mais esperado pós pandemia é um churrascão com Lula, tio Rei e Gilmar Mendes, pra meter o pau no Moro.

Leia também:  Mil mortos por dia, o céu é o limite

A audiência dO É da Coisa foi uma das maiores do YouTube, subiu rapidinho assim que começou. Já a live do Bolsonaro, o “imbrochável“, não subiu nem a pau, rs. O brasileiro provavelmente estava super aliviado de ouvir um presidente falar com naturalidade e propriedade. Enquanto Lula falava, dava pra sentir o cheiro da picanha na churrasqueira.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

Lula também pediu um debate com o mercado. “Reinaldo, arruma pra mim um debate com esse tal de mercado”, o que podemos dizer? Nosso ex é afrontoso. Após a entrevista, uma movimentação da Lava-Jato tratou de acusar o ex-presidente de ladrão por ter roubado o coração do Reinaldo. Por último, não podemos deixar de comemorar o Dia da Mentira, o famoso 1º de abril, parabéns Bolsonaro!

Deixe uma resposta