Os tiras vêm aí: desvairados organizam 7 de setembro

Nos grupos de WhatsApp bolsonarista, as damas de meia-idade com a escova progressiva em dia mostram que já estão com a roupa de ir

Imagem: sanidade sobre tela
por Bibi Tavares

O pasto bolsonarista está que não se aguenta com os preparativos do ato-golpe-ameaça-rodeio-hospício que serão as atividades do 7 de setembro. Nos grupos de WhatsApp bolsonarista, as damas de meia-idade com a escova progressiva em dia, batom craquelado e blush saturado já adquiriram uma dezena de bandeiras do Brasil. As camisetas estampadas com a cara do presidente genocida já estão devidamente lavadas com Tixan Ipê, porque sabão OMO é pura ideologia de gênero querendo dominar a limpeza dos lares cristãos, e secando nessa brisa de fim de inferno — ou inverno, tudo depende.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

Enquanto isso, Bolsonaro chora no banho toda vez que lembra da foto do Lula saradão, coxudo e apaixonado. Jair tem certeza de que gostaria de desver essa imagem, mas promete a si mesmo que fará 171 flexões de pescoço por dia até a próxima eleição, além de 320 agachamentos por dia. Cambitos da rainha nunca mais! Fora isso, ensandecido após o Judiciário ter dado boas sapecadas nas traseiras de seus aliados, o excrementosíssimo não para de mandar indiretas para os ministros, com ameaça de golpe e tudo. É como se o Alexandre de Morais fosse o ex-namorado que abandonou Jair Bolsonaro por outra pessoa menos complicada e agora precisa lidar com as indiretas na timeline e ameaça de revenge porn.

Abaixo, podemos ver o teor do desespero — e até onde vai a capacidade de leitura do presidente. Sim, ele só consegue ler até 4 linhas por dia:

É difícil acreditar que vai mesmo ter um golpe com as Forças Armadas, Marinha, com tudo. Não por falta de vontade dos bando verde-oliva, mas provavelmente os tanques ainda não saíram do mecânico desde o vexame do desfile na Praça dos Três Poderes, no último dia 10, quando também acontecia a votação do voto impresso. Metade dos veículos começaram a soltar fumaça e dar umas travadas, podendo facilmente serem confundidos com o Snoop Dog.

Leia também:  Anarquistas se esquecem do próprio símbolo: não é A de arroz?

Por outro lado, tem uma categoria aí que está louca para protagonizar mais um massacre: a Polícia Militar. Saudosos da ditadura, guardiões de pinos, comedores de rosquinhas e degustadores de casadas; o perfil da PM não é muito diverso e muitos deles têm o mesmo objetivo, compensar a deficiência peniana com a oportunidade de andar armado e matar sem grandes consequências. E, acredite, tem um setor dos meganhas que está pronto para matar por Jair Bolsonaro, e apoiá-lo num possível golpe.

Leia também:  Quais os compromissos oficiais de Jair Bolsonaro?

Na tentativa de frear a autoestima superestimada que a PM tem sobre si mesma, o tenente-coronel da PM-SP, Paulo Ribeiro, lansou a braba mais ou menos assim: “Então colegas, tem uns idiotas irresponsáveis usando o poder que eles têm para manipular vocês, imbecis com a arma na mão, para atingir os objetivos do néscio presidencial. A PM não deve se envolver em barraco político. Doria, esse abacaxi está enfiado no seu uc e é de sua inteira responsabilidade dar conta desse imbróglio para PM não passar mais esse vexame.” Confira:

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

Enquanto isso, o coronel da reserva Ricardo Augusto Nascimento de Mello Araújo, que também preside o CEAGESP, soltou um vídeo onde convoca PMs a participarem do ato a favor de Bolsonaro. Já que não tem como engrossar as pernas mais do que o Lula, a ideia é engrossar as fileiras bolsonaristas com pessoas psicologicamente abaladas, o perfil mais fiel de um apoiador do rabo-de-seta tupiniquim. Pois é, se eu fosse você, nobre esquerdista, tomaria cuidado, pois os tiras vêm aí!

Deixe uma resposta