Bolsonaro investe R$15 mi em leite moça e lança Meu Quitute, Minha Vida

Pronto para dar continuidade ao plano de exportação de bolo de pote, Bolsonaro investe forte na matéria-prima principal: leite condensado

Imagem: O Partisano
por Bibi Tavares

Anteriormente, falamos aqui sobre o futuro da indústria brasileira, que em breve será excelência no mercado de exportação de pão de mel e agendas personalizadas, além do bolo de pote, o carro-chefe do país. Esse giro de mercado, essa mudança no mindset da classe trabalhadora, é fruto da saída de muitas multinacionais do país, além de um banho de desindustrialização. Essa poderia ser apenas uma profecia, um plano distante de Paulo Guedes, mas o Messias já mostrou que tem bala na agulha e vai bancar a cobertura dos quitutes. Como mostra o Painel de Compras do ministério da Economia, o governo federal gastou pouco mais de 15 milhões em leite moça, matéria-prima dos produtos brasileiros.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

Preocupado com um possível lockdown, Messias adquiriu a enorme quantidade de leite moça para distribuí-la entre as massas e possibilitar que o trabalhador possa inovar, mesmo em condições adversas, um verdadeiro growth hacking. Ele só não avisou, não quis levar todo o crédito. Seu forte é mesmo a humildade. Claro que sua preocupação não se limitou à população, Messias também quis adocicar a vida de quem pratica o árduo trabalho de retocar pintura de meio fio, o Exército Brasileiro. Segundo o ministério da Defesa, grande parte das despesas alimentares do Governo Federal em 2020, cerca de 1,8 bilhão de reais, foi para alimentar as forças armadas do Brasil.

Leia também:  Atentado perdigocida: Bolsonaro confunde gari com Doria e tenta matá-lo

Tendo em vista que só de leite condensado foram gastos pouco mais de 15 milhões, achocolatado 14 milhões, açúcar 15 milhões, batata frita 16 milhões, bombom 8 milhões, chantilly mais de 1 milhão, chiclete 2 milhões, chocolate 16 milhões, chocolate granulado e chocolate em pó 4 milhões, doce em tablete 20 milhões, doce de leite 8 milhões, 6 milhões em pastel, 13 milhões em sorvete, a gente fica meio que preocupado com o estado de saúde das tropas das forças armadas brasileiras. Desse jeito, numa guerra, o inimigo teria mais vantagem nas batalhas oferecendo uma barrinha de Twix aos soldados brasileiros.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

Diabetes à parte, o bom Messias, amparado por Paulo Guedes, lançará o programa Meu Quitute, Minha Vida, cujo objetivo é distribuir cestas com leite condensado, chocolate granulado, chocolate em pó e toda essa farra diabética que você pode ver no Painel do ministério da Economia, aos produtores de pão de mel e bolo de pote. Ou seja, todo o país, exceto a família do Messias e alguns de seus seguidores mais fiéis, já que esses são os responsáveis pelo gasto de pouco mais de 1 milhão em alfafa.

Deixe uma resposta