30 mil mortos esta noite: Bolsonaro baterá sua meta

Anos atrás, Jair Bolsonaro afirmou que para “mudar o Brasil” seria preciso “matar 30 mil”. Agora que atingiu a meta, o Mito vai querer dobrar a meta?

30 mil mortos esta noite: Bolsonaro baterá sua meta
Imagem: o Mito e sua obra
por William Dunne

O Brasil baterá oficialmente os 30 mil mortos no próximo anúncio do Ministério da Saúde, com as estatísticas da evolução da pandemia de Covid-19. O desprezo pela ciência está dando seus frutos. A seita de extrema-direita que ocupa o Palácio do Planalto trabalhou o tempo todo contra as medidas de distanciamento social, única arma contra uma doença sem vacina nem tratamento. Essa sabotagem contra a população deu resultados, e contribuiu para tornar as Américas o epicentro da pandemia no mundo. Enquanto muitos ficaram em casa a quarentena jamais começou efetivamente, resta empilhar os corpos, conforme era previsto para o caso de não haver o isolamento.

Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano
Contribua com O Partisano - Catarse dO Partisano

Nada disso aconteceu por acaso. Bolsonaro já tinha avisado em 1999, durante uma entrevista quando era deputado federal, que para o “mudar o Brasil” seria preciso “matar 30 mil”. E ponderava, “vai morrer inocente”, mas “em uma guerra civil morre inocente”. A extrema-direita está em guerra civil contra o povo brasileiro. Hoje Bolsonaro bate oficialmente sua meta (será que vai dobrar a meta?). O número oficial, no entanto, é uma mera formalidade. Os mortos certamente já são muito mais, graças à subnotificação e ao fato de que o Brasil faz poucos testes. Como na ditadura militar, o governo está ocultando suas vítimas.

Deixe uma resposta